A segunda aula da série de lives Didáticos será realizada nesta quarta-feira (13) 

A Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás (OSJG), uma iniciativa do ITEGO em Artes Basileu França, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (SEDI), irá promover o “II Didáticos OSJG”, nesta quarta-feira (13), a partir das 09h. A segunda live da série será transmitida pelo Google Meetings. 

O projeto tem a finalidade de reunir diversos professores renomados, tanto no cenário nacional como internacional, para que possam oferecer masterclass e aulas de instrumentos para os músicos da orquestra. Entretanto, as lives serão abertas ao público. Os interessados devem entrar em contato por meio do Instagram da Orquestra (@orquestrasinfonicajovemdegoias) e solicitar o link para assistir as aulas. 

Nesta edição, os professores que irão ministrar as aulas são especialistas em instrumentos do naipe de madeiras. Entre eles, estão:

 Vítor Fernandes: clarinetista, às 09h 

● Franklin Sousa: oboísta, às 11h

● Filipe Castro: fagotista, às 14h

● Renan Mendes: flautista, às 16h

Sobre os músicos 

Filipe Castro 

É ex-fagotista da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP), foi premiado no Internacional Double Reed Society, em Maryland, nos Estados Unidos. Estudou na Hanns Eisler, em Berlim, e atualmente estuda na Haute École de Genebra, na Suíça. Filipe também é músico convidado da Orchestre de la Suisse Romande

Vitor Fernandes 

É solista internacional, ganhou o primeiro prêmio da 4º edição do Ghent International Clarinet Competition, na Béligica (o maior concurso de clarineta da atualidade), e o segundo prêmio no Concours de Geneve. Vítor participou do concurso internacional da Haute École de Musique, de Genebra, e, no concerto final ele foi solista com a Filarmônica de Bruxelas, dirigida pelo maestro português e também clarinetista António Saiote. 

Franklin Souza 

O oboísta Franklin Souza nasceu em uma família musical, onde iniciou seus estudos na flauta-doce com o seu pai aos 3 anos de idade. Aos 6 anos começou a estudar piano e aos 7 anos ingressou os estudos no oboé. Ganhou o primeiro prêmio aos 17 anos, o Prêmio Jovens Solistas “Maestro Eleazar de Carvalho”, e em 2016 ganhou o prêmio de “Jovens Solistas” da Orquestra Experimental de Repertório (SP). Foi solista na Alemanha, no Festival Internacional Schloss Weissenstein, em 2016. Desde 2017 estuda na Hochschule Für Musik Hanns Eisler Berlin.

Renan Mendes 

Iniciou seus estudos na Escola Municipal de Música de São Paulo, em 2003. Posteriormente, ingressou na Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo. Em 2006 passou a integrar a Orquestra Experimental de Repertório (OER), onde permaneceu por quatro anos. Durante esse período ganhou dois concursos Jovens Solistas (2008/ 2009). Fez parte da Academia de Música da Orquestra Sinfônica do Estado de são Paulo (OSESP). Participou de vários festivais internacionais. Foi vencedor do Prêmio Eleazar de Carvalho, em 2011 e, nesse mesmo ano, foi admitido no Conservatoire à Rayonnement Régional de Paris (CRR de Paris). Atualmente é aluno no Conservatoire National Supérieur de Musique et de Danse de Paris (CNSMDP).  

 

Sobre a Orquestra 

A Orquestra Sinfônica Jovem de Goiás (OSJG), ligada ao ITEGO em Artes Basileu França, foi fundada em 2001, com o objetivo de formar jovens músicos com capacidade para atuar, profissionalmente, em orquestras nacionais e internacionais.

A Orquestra é contemplada com o Bolsa Artista, um programa criado pelo Governo Estadual, a fim de garantir aos jovens o acesso à educação, cultura e inclusão social.
O grupo musical é um dos principais do país, sendo reconhecido, inclusive, em diversos locais do mundo, por meio de turnês internacionais.